Thursday, July 11, 2013

Currently Reading: "Mrs Dalloway" by Virginia Woolf


I've just started reading Mrs Dalloway by Virginia Woolf. I find the way she describes every single thing utterly fascinating - it's a shame that this is the very first time I'm reading a book by this incredibly brilliant writer... But oh well, better late than never, right? Did any of you read this book? What are your thoughts about it? Reviews and recommendations are welcome!

For some reason, I notice I've been more inspired since I started reading Mrs Dalloway. Last night, around 4am, I grabbed a pen and a notebook and wrote these words:

We are rapture and ecstasy
Ribs wide open
Heart exposed
Begging to be broken
Ravished, overdose
Sinfully committed or committedly sinful?

The crows screech everytime they witness
The tidal wave melting into the dirty shore
Even if you were enough, I'd still want more

Dry flowers still bleed
From memories which will proceed

Reading it loud makes it sound slightly ridiculous but at least I can tell the words came out naturally, which is positive. As you might know, a writing block can be beyond tragic and even lead ourselves into a spiral of pessimism and despair.



Comecei a ler Mrs Dalloway, por Virginia Woolf. A maneira como ela descreve cada coisa é imensamente fascinante - é uma vergonha que esta seja a primeira vez que eu leio uma obra desta escritora incrivelmente brilhante... Mas pronto, mais vale tarde que nunca, não é? Já leram este livro? O que acharam? Aceitam-se críticas e sugestões!

Por motivos que me ultrapassam, reparei que tenho andado mais inspirada desde que comecei a ler Mrs Dalloway. Ontem à noite, por volta das 4 da manhã, agarrei-me ao bloco de notas e à caneta e saiu-me isto:

We are rapture and ecstasy
Ribs wide open
Heart exposed
Begging to be broken
Ravished, overdose
Sinfully committed or committedly sinful?

The crows screech everytime they witness
The tidal wave melting into the dirty shore
Even if you were enough, I'd still want more

Dry flowers still bleed
From memories which will proceed

Ler isto alto soa vagamente ridículo mas pelo menos posso constatar que as palavras brotaram naturalmente, o que é positivo. Como devem saber, um bloqueio de inspiração pode ser trágico ao ponto de nos levar numa espiral de pessimismo e desespero.


10 comments:

  1. Nunca li nada dela mas tenho muita curiosidade!

    ReplyDelete
  2. Gostei bastante do teu poema - muito a sério - e houve ali uma parte que me trouxe á memória os vikings e a águia, mas isso são outros 300 e nada a ver com o teor do teu escrito. Acho que já tinha comentado contigo o quanto - TANTO - que eu gostei deste livro, que a meu ver não é a temática comum dela, e a personagem principal parece-me exactamente o tipo de mulher sobre o qual ela NUNCA escreveria, por ser tão avessa áquele tipo social. Mas por isso mesmo ela consegue ir muito mais fundo na criação daquela personagem, e a Mrs. Dalloway tem de TEM DE ter sido inspirada em alguém que ela conheceu profundamente. Adorei tudo, do principio ao fim, é um abre olhos tão grande sobre como há tanto para lá daquilo que os nossos olhos vêm, e identifiquei-me tanto com a Clarissa, de formas que nem sequer tinham nada a ver com a própria personagem, com a vida e a experiência da personagem, mas sim com o quão cegas são as pessoas que nos rodeiam e acreditam que nos conhecem bem, e no entanto nunca v
    vêem o que está mesmo á frente deles. Acconselho-te a leres mais dela, adorei também o Killing The Angel In the House, e o Orlando, mas lá está, é uma escrita dificil e torna-se dificil de entrar em ambos, muito mais que na Mrs. Dalloway. Mas valem a pena.
    http://fashionfauxpas-mintjulep.blogspot.com

    ReplyDelete
    Replies
    1. Gosto das descrições densas e detalhadas. O The Waves, vale a pena? Também me despertou algum interesse. Exacto, a Clarissa é o tipo de mulher com o qual eu e tu não nos identificamos mas ao mesmo tempo, identificamos no que diz respeito à capacidade de análise e observação.

      Delete
  3. Gostei muito do poema, mas teres tentado traduzi-lo para português é que teria também sido um exercício deveras interessante!.......;-)

    ReplyDelete
    Replies
    1. Hum, só não traduzi porque tive medo de perder a essência, que algo ficasse lost in translation. E foi assim, em inglês, que me saiu.

      Delete
  4. Thanks for your kind words on my blog, they sweetened my day!
    I've always wanted to read something from Virginia Woolf!

    Have a great weekend,
    -Kati

    ReplyDelete
  5. I have had mrs dalloway in my pile to read for a while, i've been pushing picking it up as I had a bad experience reading To The Lighthouse. The whole 'stream of consciousness' put me off. Is she more straightforward in Mrs Dalloway? xx

    ReplyDelete
    Replies
    1. I haven't read To The Lighthouse so I can't really compare them. Was it confusing?

      Delete
  6. Aconselho-te a veres o filme "The hours"!

    ReplyDelete
    Replies
    1. o filme já eu vi, e gostei bastante :)

      Delete